MP investiga funcionário fantasma em gabinete de deputado do PSDB em MT

Publicado em 26 de maio de 2017      

O promotor Mauro Zaque, do Núcleo de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa do Ministério Público Estadual de Mato Grosso, instaurou um inquérito civil para investigar a existência de um funcionário fantasma dentro do gabinete do deputado estadual Baiano Filho (PSDB).

Por mês, ele receberia cerca de R$ 8,8 mil dos cofres públicos.

A portaria de instauração de inquérito foi publicada no último dia 22 e narra que o técnico administrativo Marcelo Farias Santos de Almeida seria um advogado com escritório em Barra do Garças, mas, que nunca teria ido trabalhar na Assembleia.

O promotor requereu ao departamento pessoal do Legislativo que forneça o registro de pontos do servidor que teria ficado, segundo documentos anexos, à disposição do gabinete do deputado tucano entre os anos de 2014 e 2016.

Marcelo já é alvo de uma ação civil pública movida pelo MPE que questiona a concessão de estabilidade no cargo de técnico administrativo da Casa. Desta vez, o novo inquérito investiga a prática de descumprimento de dever funcional e eventual enriquecimento ilícito.

O promotor ainda requereu ao próprio deputado que apresente planos e relatórios de trabalho do servidor.

Atualmente, o servidor aparece como lotado junto à Secretaria de Gestão de Pessoas da Assembleia. Curiosamente, o órgão é gerido por Elias Santos, irmão do deputado estadual Wilson Santos, que também é do PSDB.

Nos últimos meses, a Assembleia fez descontos em razão de falta. Os holerites deve março e abril já teriam sido expedidos “zerados”. Com isso, o MP requereu ao Legislativo se instaurou Processo Administrativo Disciplinar (PAD) por abandono de emprego.

Com informações do site IssoÉNotícia

 

Deixe seu comentário